Santos Dumont Voar É para Todos

RESENHA CURTA

Baseada em fatos reais, esta viagem no tempo começa com Caio Zip, um jovem dos nossos dias, em um bosque nos arredores de Paris, quando ele ajuda um piloto a sair de seu estranho aparelho voador, que mais parece um ultraleve moderno.

Chega um grupo de resgate, em um carro muito antigo, que agradece àquele estranho e hábil rapaz ter ajudado o piloto de testes do último modelo do avião Demoiselle, e Santos Dumont o convida a passar alguns dias em sua residência.

Corre o ano de 1909 e Paris é de uma efervescência cultural, artística e tecnológica sem igual no mundo. Uma época de pensar com audácia em todas as áreas, de refletir e transgredir a ordem superficial das coisas. Por isso, além das personalidades interessantes que Caio conhece na área tecnológica, há também gente incrível que estava revolucionando outras áreas.
Acontece o maior torneio internacional da aviação, com prêmios de altitude, distância e velocidade. Lá, Caio conversa com Voisin, Curtiss, Blériot e outros grandes pioneiros. O avião dos irmãos Wright há um ano era a sensação de Paris e nesse torneio ele vai ser definitivamente ultrapassado.

Depois da história, há um estudo bem detalhado com uma descrição e análise de fatos do início da aviação. Há informações sobre os princípios do voo, os pioneiros e suas contribuições, as brigas de patentes, os acidentes fatais e outras curiosidades.

Conheça o livro Aqui

To Top